Modelos diferentes conferem um ar atual e personalidade. Projeto doob arquitetura. Foto Divulgação/Mariana Orsi
Modelos diferentes conferem um ar atual e personalidade. Projeto doob arquitetura. Foto Divulgação/Mariana Orsi

Dicas para escolher o criado-mudo

 

Eleger o criado-mudo perfeito para dispor ao lado da cama pode ser mais difícil que você imagina, afinal, além do design e dos materiais infinitos, o modelo precisa ser adequado às necessidades dos moradores e proporcional ao ambiente.

Listamos algumas dicas para eleger o modelo ideal. Confira e coloque em prática:

 

 

 

Tamanho

“Para acessarmos a cama, precisamos deixar uma circulação mínima de 60 cm, lugar quase que, intuitivamente, ocupado pelo criado-mudo. Já o móvel deve medir, pelo menos, 45 cm de largura e 35 cm de profundidade”, exemplifica a arquiteta Daniele Okuhara, sócia da também arquiteta Beatriz Ottaiano, no escritório doob arquitetura.

 

Altura

A altura também é um fator determinante na escolha do móvel. Nesse caso, a medida está relacionada às proporções da cama. “O padrão é 55 cm, porém a altura do móvel precisa estar alinhada com a da cama ou até 10 cm mais baixa”, fala Beatriz. Considerar também a altura das tomadas é fundamental. “Ao projetar o quarto, vale deixar o eixo da tomada, alocado ao lado do criado-mudo, a 85 cm do piso.”

Foto: Evelyn Muller

 

Circulação 

“Se o espaço de circulação é pequeno, pode-se optar por uma mesinha lateral, que cumpre muito bem a função do móvel, além de ser leve e fácil de ser arrastada”, explica Daniele. “Vale a pena lembrar que não é preciso usar criados-mudos nas duas laterais da cama. Para dar um ar mais moderno à decoração, a dica é deixar a criatividade fluir e misturar peças com medidas, cores e até materiais diferentes”, revela Beatriz.

Foto: Marina Orsi

 

Para quem não tem problema de falta espaço, as arquitetas sugerem substituir o criado-mudo por uma escrivaninha entre 75 e 78 cm de altura. “Outro móvel que pode funcionar bem ao lado da cama é uma cômoda, porém, é uma solução para quem dispõe de uma cama com altura acima de 75 cm”, finaliza Daniele.

Foto: Julia Ribeiro

Copyright © 2016 DA - Diário do Arquiteto. By RealWorks Propaganda - Curtir Compartilhar Siga-nos no Instagram

Scroll to Top