Cinco obras para lembrar o legado do arquiteto Carlos Bratke
Cinco obras para lembrar o legado do arquiteto Carlos Bratke

 

O arquiteto Carlos Bratke, falecido aos 74 anos na segunda-feira (9), construiu uma obra intimamente ligada à paisagem urbana da cidade de São Paulo.

Filho do também arquiteto Oswaldo Bratke, Carlos Bratke foi responsável pelo projeto de 60 edificações na Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini.

Formado pela Faculdade de Arquitetura da Universidade Mackenzie, começou sua atuação profissional nos anos 60, quando se firmou como um dos principais nomes entre os chamados “não alinhados”, arquitetos que não seguiam o estilo que dominava as faculdades de arquitetura na época.

O Diário do Arquiteto selecionou cinco obras marcantes para lembrar o legado deste grande nome da arquitetura e da arte brasileira.

 

  • Igreja São Pedro e São Paulo

Localizada próximo ao parque Alfredo Volpi, a obra mostra à avenida Eng. Oscar Americano, suas fortes paredes curvas, originarias de uma planta intimista.

 

  • Edifício Urca

Neste projeto, Bratke optou por uma solução que busca a máxima flexibilidade de usos e disposição de móveis e equipamentos.

 

  • Avenida Eng. Luís Carlos Berrini

Uma das principais vias da Zona Sul de São Paulo, conta com 60 edificações projetadas por Carlos Bratke.

 

  • Ed. Baronesa de Saint Seve

Localizado na Rua Guararapes, no Brooklin, o edifício Baronesa de Saint Seve, esbanja irreverência com os vidros curvos e a estética volumétrica.

 

  • Pinakotheke Cultural

A obra é uma versão paulista da Pinakotheke do Rio de Janeiro e de Fortaleza. 

 

Para conhecer mais sobre a vida e obra de Carlos Bratke, visite carlosbratke.com.br.

*Fonte: Folha de S. Paulo / Brasileiros.

Copyright © 2016 DA - Diário do Arquiteto. By RealWorks Propaganda - Curtir Compartilhar Siga-nos no Instagram

Scroll to Top